o conterrâneo Eduardo Costa que durante anos foi guardião do Farol de Esposende e da nossa costa.
Entre a terra e o mar de Esposende está o nosso farol, que teve, durante anos, como seu companheiro inseparável o Eduardo Faroleiro, que manteve acesa a luz que podia ser vista a 20 milhas de distância, mar adentro.
Grande abraço, companheiro.

Todos os direitos reservados
Contribuição/Foto: Alfredo José Barros da Cruz
Anúncios