O Presidente da Câmara Municipal de Esposende deslocou–se, no dia 28 de Fevereiro, a Fonte Boa para assinalar novos investimentos na freguesia, nomeadamente a inauguração das obras de requalificação do Adro Paroquial, que orçaram em cerca de 52 mil euros, e a colocação da primeira pedra do Centro Paroquial e Cultural, um equipamento estimado em cerca de 470 mil euros, sendo que 200 mil serão suportados pela Câmara Municipal.
João Cepa referiu que estas obras vêm juntar–se a outras de âmbito paroquial já efectuadas em Fonte Boa, concretamente o arranjo do cemitério e a recuperação da capela mortuária, e apontou que o próximo investimento para a freguesia será a construção do Centro Social.
Este equipamento estava inicialmente projectado para o local onde vai ser edificado o Centro Paroquial e Cultural, mas, devido à exiguidade do terreno, a Câmara Municipal propôs à Junta de Freguesia e à Paróquia que o Centro Social fosse construído noutro local, sendo que já foram adquiridos alguns terrenos destinados a esse fim. Apesar da conjuntura económico–financeira desfavorável, o Presidente da Câmara justificou esta opção com a necessidade de pensar os equipamentos tendo em conta as necessidades futuras.

João Cepa elogiou o dinamismo do pároco de Fonte Boa, Padre Manuel Rocha, e a postura do Presidente da Junta, António Catarino, nomeadamente a capacidade de definir as prioridades da freguesia, tendo mesmo considerado que “com pessoas destas, Fonte Boa está claramente condenada ao sucesso”, terminando a sua intervenção reiterando o apoio da Autarquia em projectos futuros.
Por seu lado, o Presidente da Junta de Freguesia, António Catarino, aproveitou para agradecer os investimentos efectuados pela Câmara Municipal, considerando que “com estes melhoramentos, Fonte Boa ficou mais rica e a comunidade está orgulhosa”, agradecendo também “o esforço financeiro que a Autarquia vai fazer com a comparticipação” na construção do Centro Paroquial e Cultural.
Gratidão foi também o sentimento manifestado pelo Pároco de Fonte Boa, Padre Manuel Rocha, pelo arranjo do Adro Paroquial e pelo arranque da obra de construção do Centro Paroquial e Cultural, mostrando–se convicto de que a obra será uma realidade a curto prazo.
Notícia do Gabinete de Relações Públicas do Munícipio de Esposende
Anúncios