Coloco esta questão a todos os meus caros leitores! Não é anedota, nem tão pouco é uma chalaça! Começo por falar na lampreia, um ciclóstomo da classe petromizoniforme tão apreciado na nossa terra, sobretudo na gastronomia. Come-se à bordalesa, assada e de outros modos. Tudo indica que seja considerado um anádromo por vir do mar em direcção aos rios para a sua desova, tal como acontece com o salmão. Sabe-se que o salmão vem para a desova e morre subindo corajosamente as fortes correntes dos rios nos países septentrionais e que as lampreias por cá, são capturadas em estacada(rede), “bicheiros” e/ou de barco com “petromax”. Dei conta que na ponte de Fão, num dos seus corredores pedonais, já se perfilam pescadores para este tão ambicionado petisco do mercado local.
Leia aqui o post na íntegra.