Os efeitos mais visíveis dos temporais deste inverno ocorreram na Praia de Faro, onde foram demolidas, de forma controlada, quatro casas em risco de derrocada, antecipando-se, assim, trabalhos de remoção de edificações já previstos pelo Polis Ria Formosa.
(…)
Estão ainda previstas intervenções de estabilização de arribas em S. Pedro de Moel (Marinha Grande) e Praia da Formosa (Torres Vedras), mas desenvolvidas pelo INAG.

(…)
Mais a norte, a ARH-Norte vai investir mais de 2,5 milhões de euros só para reparar os estragos provocados em Moledo (Caminha), em Granja (Gaia) e no Mindelo (Vila do Conde), as três áreas costeiras mais afetadas naquela zona pelas investidas do mar ocorridas em fevereiro deste ano.
Por estimar estão os custos de reparações previstas junto ao campo de golfe da Estela e entre Aguçadoura e Averomar (Póvoa de Varzim), na praia da Apúlia e em S. Bartolomeu do Mar (Esposende), bem como em Castelo de Neiva (Viana do Castelo).

Fonte: Observatório do Algarve

Leia aqui a notícia na íntegra.