A Câmara Municipal de Esposende aprovou, em reunião do executivo, as contas da empresa municipal Esposende Ambiente referentes ao ano de 2010, que apresentam um resultado líquido positivo de 45 467,71 euros e um volume de negócios na ordem dos 5,3 milhões de euros.
Num ano marcado por constrangimentos sócio-económicos, a Esposende Ambiente regista resultados muito satisfatórios, que expressam a boa gestão que tem vindo a ser seguida pela empresa que, em 2010, assumiu a totalidade das competências em matéria de ambiente que estavam sob gestão da Autarquia.
Este desafio de integrar a execução de todas as actividades de índole ambiental obrigou a empresa a reformular objectivos estratégicos e a promover a adaptação dos planos de actividades previstos, constatando-se que os resultados destas alterações se demonstram muito positivos, em virtude de grandes vantagens associadas a uma melhor articulação e gestão de meios e recursos.
Referência para os excelentes resultados das acções de fiscalização ambiental, que têm permitido mitigar vários e severos problemas de ordem ambiental e também social, designadamente em termos de limpezas de terrenos e, sobretudo, ao nível das situações de insalubridade geradas por descargas de águas residuais para a via pública e/ou linhas de água.

No domínio da gestão da componente ambiental, realce para a elaboração/revisão e implementação dos Planos de Gestão em matéria de Resíduos Urbanos, Energia, Sustentabilidade, Valorização de Recursos Hídricos, Valorização das Freguesias, entre outros.
De assinalar também a manutenção da Certificação do Sistema Integrado de Gestão da Qualidade e Ambiente e a adesão ao Global Compact, um projecto das Nações Unidas no domínio dos direitos humanos, ambiente, corrupção e trabalho.
O ano de 2010 fica também marcado pela conclusão de algumas das grandes empreitadas de saneamento básico, cujo investimento global se salda num valor superior a 7 milhões de euros e que permite atingir uma taxa de cobertura na ordem dos 80% em matéria de saneamento de águas residuais.
Por outro lado, o projecto de combate às perdas de água tem permitido alcançar resultados excelentes no que concerne ao uso eficiente deste recurso natural, sendo de realçar igualmente a diminuição das infiltrações na rede de drenagem de águas residuais, com claras vantagens de cariz ambiental e também de ordem económica.
A entrada em vigor do novo Regulamento de Abastecimento de Água e Drenagem de Águas Residuais, que contempla as novas directrizes legais, normativas e regulamentares em matéria de abastecimento de água e saneamento, assume particular importância para a gestão da actividade da empresa nestes domínios.
Ao nível das acções associadas à gestão de resíduos urbanos, a Esposende Ambiente manteve uma postura inovadora, que permite manter o concelho no pelotão da frente em matéria de recolha selectiva de resíduos e de limpeza urbana, sendo que, no que respeita à gestão de espaços verdes, sobressai a continuidade de todos os projectos visando a aplicação de boas práticas, nomeadamente no que diz respeito à valorização dos resíduos verdes.
Igualmente positiva tem sido a implementação dos projectos associados à simplificação administrativa, à informatização de processos, ao estabelecimento e determinação de indicadores de desempenho on-line, sob directa responsabilidade e realização pelos recursos internos da empresa, muito particularmente na área informática.
Anúncios