Integrado no Seminário “Percursos Pedestres: a descoberta de novos caminhos”, que decorreu no passado dia 27 de Maio, no Fórum Municipal Rodrigues Sampaio, em Esposende, a Câmara Municipal de Esposende procedeu à inauguração do Percurso Pedestre do Castro de São Lourenço (PR6), em Vila Chã.
Este percurso de pequena rota circular, com início e final nesta estação arqueológica, segue para a descoberta de outros monumentos milenares localizados no planalto de Vila Chã, como os dólmens da Portelagem, Rapido e Cruzinha, numa extensão total de 9,5 quilómetros, sendo que, para além da vertente património-cultural, podem ser apreciados aspectos paisagísticos, naturais e etnográficos.
Este percurso sinalizado inclui a passagem por diferentes paisagens que se encontram ao redor da freguesia de Vila Chã, entre as matas e florestas de pinheiro-bravo, giestas e urzes, campos agrícolas e vinhedos, e também pela arriba fóssil, permitindo apreciar a diversidade da fauna, onde coexistem a raposa, o gato-bravo e o javali, o gaio, a águia redonda, a lebre e o esquilo, espécies que aqui têm o seu habitat natural.
Refira-se que o concelho de Esposende dispõe actualmente de uma rede de percursos marcados, alguns dos quais urbanos e outros inseridos no Parque Natural Litoral Norte, que permitem a fruição de paisagens temáticas de índole patrimonial, cultural, natural, paisagística e gastronómica.
Organizado conjuntamente pela Autarquia e Escola Profissional de Esposende, o Seminário Técnico “Percursos Pedestres: a descoberta de novos caminhos” contou com a participação de cerca de sete dezenas de participantes oriundos de várias escolas profissionais, superiores e universidades do norte do país, técnicos de autarquias ligados às áreas do Ambiente, Cultura e Património, Desporto e Turismo e empresas de animação turística.
Em destaque esteve a temática dos percursos pedestres e a importância da sua dinamização, impactes, novas tecnologias e ofertas emergentes, objecto de reflexão e debate nos dois painéis que constituíram a parte científica deste encontro de aprofundamento profissional.
O Vereador do Pelouro do Turismo da Câmara Municipal de Esposende, Rui Pereira, assinalou que a Rede Municipal de Percursos Pedestres se assume como uma forma de animação para complementar as ofertas turísticas já existentes no concelho, principalmente o produto sol-praia, enquadrando-se estrategicamente num dos produtos turísticos de aposta para Esposende – o Turismo de Natureza. Entende-se que a criação desta Rede Municipal pode gerar impactes económicos positivos, aumentando ainda os tempos médios de permanência dos turistas na região.
Este seminário concluiu que devem ser geradas parcerias concretas, por parte das autarquias e privados, num esforço conjunto de dinamização deste tipo de oferta turística, com o objectivo de contribuir para a promoção sustentável do desenvolvimento local e, por outro lado, defendeu-se a necessidade de criar uma marca associada a esta Rede de percursos, à qual devem estar associados múltiplos artigos de artesanato e merchandising, que depois devem ser comercializados criando uma identidade própria.
Foi ainda considerada de extrema importância a concepção de planos de gestão de dinamização dos percursos pedestres, que incluam a sua monitorização relativamente à utilização e estado de conservação e manutenção.
Anúncios