Casa onde viveu o escritor Manuel de Boaventura – Foto: FR 
Fonte: SOL
O caldo verde ascendeu a ‘maravilha gastronómica’. Figurava entre as iguarias descritas por Manuel Joaquim de Boaventura, um escritor minhoto quase esquecido que vale a pena descobrir.
(…) Manuel Joaquim de Boaventura nasceu em Vila Chã, concelho de Esposende, no mesmo ano que Aquilino, 1885. Aos 20 anos, já com o diploma de professor primário obtido em Leiria, era colocado na freguesia de Palmeira de Faro, onde começou a colaborar no semanário local. Era o início de um percurso nas letras com mais de 30 livros editados e cerca de 250 artigos em diversos jornais e revistas.
(…) Republicano convicto, Manuel Boaventura chegou a ser preso em 1912 sob a acusação injusta de ser conspirador. Em 1932 recusou, com a humildade que lhe era habitual, o grau de Oficial da Ordem de Benemerência. Nas palavras de Albino Penteado Neiva, o escritor «viveu simples e morreu simples». Foi desta forma que redigiu um conjunto de obras que permite conhecer melhor o Minho e as suas gentes.

Leia aqui a notícia na íntegra.

Anúncios