Município de Esposende corta em 88% gastos com a iluminação de Natal
Face à difícil conjuntura económico-financeira que o país atravessa, cujos efeitos também se sentem ao nível da gestão autárquica, a Câmara Municipal de Esposende decidiu não instalar a tradicional iluminação de Natal na cidade, optando por colocar somente, a título simbólico, iluminação no Largo Rodrigues Sampaio, para assinalar a época festiva.
Em causa está um investimento da Autarquia de cerca de 3 000 euros, sendo o custo da energia suportado pela ACICE – Associação Comercial e Industrial do Concelho de Esposende.
Esta decisão implica, face a 2010, uma redução de 88% nos custos com a iluminação natalícia, dado que, no ano passado, foram gastos cerca de 25 000 euros. Refira-se que, em 2009, essa despesa ascendeu quase aos 57 000 euros.
Esta medida enquadra-se no plano de contenção de custos que a Câmara Municipal tem vindo a desenvolver, com efeitos ao nível de diversas áreas, numa altura em que as pessoas e, naturalmente, os municípios, vivem um período de grande austeridade.
O Presidente da Câmara Municipal lembra que “o corte na iluminação de Natal já havia sido ponderado o ano passado, mas a Autarquia optou por manter a tradição, ainda que em menor escala e de forma mais contida em termos financeiros”. Contudo, acrescenta João Cepa, “o agravar da crise obriga a cortes severos, o que implica também definir prioridades”.
Anúncios