Rally Dakar 2012
O ano 2012 arranca com a maior e a mais desafiante competição de todo-o-terreno, o Rally Dakar 2012. Pelo quarto ano consecutivo em solos sul-americanos, esta edição do Dakar vai incluir mais um país vizinho – o Peru.
Com cerca de 8363kms para concluir, o Dakar 2012 contará com catorze etapas desenhadas ao longo da Cordilheira dos Andes, Deserto do Atacama e solos peruanos em si muito semelhantes aos africanos.
A grande diversidade de pisos associada à difícil e rigorosa navegação, exigiu aos pilotos da Equipa Bianchi Prata treinos intensos durante todo o ano para estarem à altura do evento desportivo mais importante da modalidade off-road.
Desde o ano 2006 a participar no Dakar, a Equipa Bianchi Prata tem demonstrado sempre grande determinação e persistência para alcançar os seus objetivos e elevar as cores de Portugal.

Ø  Pedro Bianchi Prata
Com vasta experiencia no desporto motorizado, o piloto e team manager da Equipa Bianchi Prata concretizará a sua quinta presença, naquela que é considerada a mais árdua prova do mundo.
Pedro Bianchi Prata participou em várias provas nacionais e internacionais tendo em vista a preparação para esta 33ª edição do Dakar, de forma a superar o 30º lugar da classificação geral alcançado no ano anterior.
Durante o decorrente ano, o piloto conquistou o 7º lugar da classe no Rally dos Sertões (Agosto) e do Rally Merzouga (Novembro). Tendo também realizado algumas provas do Nacional de Todo-o-Terreno e a Baja de Espanha – Aragão, Pedro Bianchi Prata sente-se preparado para as várias adversidades que o Rally Dakar certamente lhe trará.
O piloto portuense explana os seus objetivos para a prova sul-americana: “ O meu objetivo é um lugar no top 15. Vou-me concentrar totalmente na minha prova. Estou confiante na Husqvarna TE449Rally e no sucesso do meu desempenho. “
Ø  Paulo Gonçalves 
Conhecido como Speedy Gonçalves, o piloto de Esposende tem se destacado a cada ano que passa no Rally Dakar.
Em 2010, Paulo Gonçalves encontrava-se no 4º lugar da geral, da 6ª etapa, mas uma queda, que lhe provocou fraturas na clavícula e pulso, obrigou-o a desistir. No Dakar´11, o piloto foi também forçado a abandonar o rally após ter fraturado novamente a clavícula. Nesse mesmo ano, Paulo Gonçalves alcançou por duas vezes o pódio, tendo vencido a 5ª etapa.
Após a devida recuperação, o piloto, neste ano, sagrou-se campeão do campeonato de Cross-Country Alemão e alcançou o 2º lugar na Baja Espanha Aragão. Competiu também no Nacional de TT, no Rally dos Sertões e Rally de Marrocos permitindo-lhe melhorar a sua performance desportiva.
Integrado na Husqvarna Rallye Team by Speedbrain, Paulo Gonçalves espera que seja desta que consiga chegar à última etapa do Rally Dakar aos comandos da Husqvarna TE449 RR.
Vai ser a minha sexta participação no Dakar. O meu objetivo principal é terminar o rally, tentando sempre um lugar no pódio. Tenho tudo para o conseguir.
Texto: Gabinete de Imprensa Bianchi Prata – Beatriz Martins
Fotos: Lino Silva