Vaga de gatunos salafrários a assaltar e lojas de ouro a proliferar desmedidamente…
A semana passada foi caraterizada por uma vaga de assaltos a casas de Esposende. Os salafrários conseguiram entrar em vivendas e prédios pelos sítios mais recôndidos, algo bizarro que denúncia um estudo prévio dos locais, sinalizando as ausências dos moradores para roubarem à vontade aquilo que pretendem. Julga-se que o móbil do crime sejam os valores em ouro e outros rentáveis nas lojas de revenda. Numa moradia roubaram relógios valiosos, pois não encontraram mais nada, noutra uma caneta em ouro, pese embora, se julgue que procurassem ouro (correntes, pulseiras…).