por Alfredo Cruz

Aqui está outro local da minha infância, o qual me traz várias lembranças. Recordo-me particularmente de certo dia em que estava a brincar às escondidas naquele local. A certa altura resolvi subir num dos camiões de distribuição de pão da Panizende, os quais antigamente ficavam ali estacionados. De súbito surge o falecido Sr. Samuel da Panizende (antigo jogador de futebol do ESC), muito exaltado e a dizer para eu sair dali de cima. Eu já antevendo que ia levar uma sova dele, desci rapidamente pelo lado oposto donde ele se encontrava e mais rápido que a minha própria sombra corri sem olhar para trás. Mais tarde, já a salvo só pensava “foi por um triz que escapei de boa, ah!ah!ah!”

Sempre que o via na rua ao longe, voltava para trás ou mudava de trajeto indo por outra rua.Já em adulto quando passava por ele questionava-me se ele se lembraria daquele episódio, mas nunca lhe perguntei nada. 
Alfredo Cruz