Biblioteca Municipal de Esposende recebe Manuel António Pina na comemoração dos 20 anos
Na abertura do programa comemorativo do 20.º aniversário, a Biblioteca Municipal Manuel de Boaventura, de Esposende, vai promover um encontro com o poeta, autor de livros infantis e tradutor Manuel António Pina. A iniciativa decorrerá na próxima sexta-feira, dia 22 de Junho, pelas 21h00, na Biblioteca Municipal, e tem entrada livre.
Nesta sessão será exibido parte do documentário “Um Sítio Onde Pousar a Cabeça”, da autoria do jornalista Alberto Serra, com realização de Ricardo Espírito Santo, que revela Manuel António Pina na primeira pessoa, com testemunhos de amigos, familiares e especialistas da sua obra, através de uma narrativa audiovisual que abarca a poesia, crónica, a literatura para crianças e o teatro.
Licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra, Manuel António Pina foi jornalista, editor e chefe de redacção do Jornal de Notícias. É actualmente colunista da revista Visão e tem colaboração dispersa por outros órgãos de comunicação social, entre imprensa, rádio e televisão. Foi professor da Escola Superior de Jornalismo do Porto e membro do Conselho de Imprensa.
A sua obra foi já homenageada com diversos prémios, como, por exemplo, o Prémio Literário da Casa da Imprensa, em 1978, por “Aquele Que Quer Morrer”; o Grande Prémio Gulbenkian de Literatura para Crianças e Jovens e a Menção do Júri do Prémio Europeu Pier Paolo Vergerio da Universidade de Pádua, em 1988, por “O Inventão”; o Prémio do Centro Português de Teatro para a Infância e Juventude, em 1988, pelo conjunto da obra; o Prémio Nacional de Crónica Press Clube/Clube de Jornalistas, em 1993, pelas suas crónicas; o Prémio da Crítica da Associação Portuguesa de Críticos Literários, em 2001, por “Atropelamento e Fuga”; e ainda o Prémio de Poesia Luís Miguel Nava e o Grande Prémio de Poesia da APE/CTT, ambos pela obra “Os Livros”, recebidos em 2005. Em 2011, foi-lhe atribuído o Prémio Camões.
O programa comemorativo prossegue no sábado, dia 23, com a realização da tertúlia “Biblioteca, 20 anos de histórias e de afectos: a voz dos leitores e dos protagonistas”. A partir das 17h15, estarão à mesma mesa os protagonistas de então, Alberto Queiroga Figueiredo (Presidente da Câmara Municipal), Penteado Neiva (Vereador da Cultura) e António Maranhão Peixoto (Bibliotecário) e os de hoje, Benjamim Pereira (Vice-Presidente da Câmara Municipal), Jaqueline Areias (Vereadora da Cultura) e Maria Luísa Leite (Bibliotecária), num diálogo com os leitores e público sobre a importância da Biblioteca na vida da comunidade.
Entre a inauguração da actual biblioteca, ocorrida a 25 de Junho de 1992, e o presente houve grandes transformações na vida cultural, social e económica do concelho e do país. Assim, nesta conversa serão abordadas as expectativas de então, revelados os sonhos que estiveram na génese da criação da biblioteca, uma das primeiras da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, assim como os desafios actuais e haverá oportunidade também para perceber o que os leitores sentem da sua biblioteca. São histórias, memórias e afectos numa tertúlia informal e intimista.
Serviço de Comunicação e Imagem da CME